Campeonato Paulista

Guarani vence no sufoco o Novorizontino

Foi no sufoco, mas o Guarani superou o Novorizontino. Jogando em casa, onde ainda não vencia desde dezembro de 2020, o Bugre controlou a partida praticamente durante 85 minutos, quando marcou com Andrigo e Júlio César, mas acabou cedendo um gol aos 43, com Danielzinho, e logo depois um pênalti, marcado com a ajuda do VAR aos 45. Na cobrança, Jenison jogou para fora a chance do empate. No fim, o Bugre passou sufoco, mas conseguiu quebrar o jejum como mandante. O resultado ainda teve como consequência adiar uma possível classificação do Tigre, que vai brigar com o Palmeiras nas rodadas finais pela segunda vaga no Grupo C.

Primeiro tempo
Dominante desde o início, o Guarani fez trabalhar em três oportunidades nos primeiros cinco minutos. Logo depois, o inspirado Andrigo aproveitou chute desviado na zaga e, de cabeça, colocou pra dentro do gol. O Bugre seguiu com mais volume de jogo, mas só voltou a incomodar de fato na reta final. Andrigo, novamente, em uma bomba de longa distância, exigiu mais uma boa defesa de Giovanni. Aos 41, o Novorizontino finalmente teve sua primeira chance, com Danielzinho batendo para fora.

Segundo tempo
A etapa final seguiu o mesmo ritmo, com o Guarani superior e se impondo em campo. Aos 5, Bruno Sávio fez boa jogada e cruzou rasteiro, Júlio César chegou completando de letra para ampliar o placar. O Tigre tentou responder com Jenison, aos 21, mas o atacante bateu para fora. Pouco depois, Andrigo e Bidu acertaram a trave no mesmo lance. O próprio Bidu quase fez o terceiro, aos 39. Mas quando o jogo parecia definido, Danielzinho diminuiu, aos 43. Dois minutos depois, a bola bateu na mão de Bidu, o VAR chamou, e o árbitro marcou o pênalti. Jenison foi para a bola e isolou a chance de empate do Tigre.

Para que time você torce?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.