Notícias

Entenda a estratégia de Abel Ferreira na noite histórica do Palmeiras

Você procura se impor ou tenta se adaptar frente às adversidades da vida? Pois o Palmeiras escolheu se adaptar. Pensando em anular os pontos fortes do adversário, o técnico Abel Ferreira mudou a estrutura tática do Palmeiras na vitória de 3 a 0 no River Plate, em plena Argentina, pela semifinal da Libertadores.

Ao contrário do que a escalação sugeria, o Palmeiras jogou num autêntico 5-4-1. Isso mesmo: cinco defensores, sendo três zagueiros e dois alas. No caso, Gabriel Menino e Viña jogaram como alas, e Marcos Rocha fez a função de um terceiro zagueiro pelo lado direito. Após alguns sustos nos 15 minutos iniciais, a defesa com cinco do Palmeiras se ajustou e passou a atuar de forma mais alinhada.

Como Abel Ferreira chegou nessa estratégia?
Quando você procura se adaptar às situações da vida, o mais importante é ler bem aquele momento. Entender o jogo. Buscar caminhos que possam ser explorados. Na primeira semana cheia de treino em muito tempo, Abel Ferreira leu o River Plate e descobriu que o 4-1-3-2 de Gallardo é um time que joga em tabelas. Funciona assim: Enzo Pérez se aproxima dos zagueiros e os laterais dão bastante amplitude. Sobram cinco jogadores, os mais rápidos e técnicos do River, que fazem o movimento da imagem abaixo: se aproximam para jogar curto, girar, se movimentam e tocam rápido a bola.

Categorias:Notícias, Noticias

Marcado como:

Para que time você torce?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.