Vinicius Junior diz: “Espero fazer que todo brasileiro torça por mim um dia”

Vinicius Junior começa sua terceira temporada no Real Madrid mais experiente e com ambições. Quer melhorar seus números no clube e ganhar um espaço na seleção brasileira. Mas, para isso, ele relembra períodos difíceis do passado e reforça a necessidade de se posicionar. Em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, ele comentou sobre as críticas que recebeu no início da carreira, quando sofreu até insultos racistas.

– Não é só contra mim. Alguns torcedores brasileiros têm problemas com o sucesso (das pessoas) em outras áreas da vida. Eles não gostam até do Neymar, por exemplo. Eu fiquei muito feliz quando vi que muitos brasileiros queriam que ele e o PSG ganhassem a Liga dos Campeões.

“Eu não gosto desses momentos ruins na minha carreira, mas eu certamente espero que possa fazer cada brasileiro torcer por mim um dia”, comentou.

Vinicius quer ser mais uma voz na luta antirracista. Contra o Mallorca, na vitória do Real Madrid por 2 a 0 no dia 24 de junho, ele marcou um de seus seis gols na última temporada e ergueu o punho em sinal de apoio ao movimento. O jovem atacante brasileiro espera que as reações à discriminação não parem.

– Há mais interesse em apoiar a causa, com grandes caras como o LeBron James e Lewis Hamilton, meus ídolos, liderando isso. Aquele momento em que os jogadores da NBA se recusaram a jogar foi muito forte. Faz as pessoas enxergarem o quão importante é para a gente.

“Me faz feliz e triste ao mesmo tempo, porque estamos em 2020 e ainda temos que lutar contra o racismo e coisas que dividem a gente”
Na última temporada, Vinicius Junior marcou seis gols e anotou duas assistências em 38 jogos pelo Real Madrid. Ele se considera mais maduro e espera ganhar mais protagonismo. No clube e na seleção brasileira, pela qual atuou apenas 16 minutos em amistoso contra o Peru.