PSG consegue virada incrível sobre a Atalanta

As cornetas estavam preparadas para criticar o Paris Saint-Germain em mais uma odisseia fracassada na Liga dos Campeões. Mas o futebol é tão incrível que mesmo com tantos exemplos esfregados na nossa cara ainda ficamos boquiabertos. Foi de Marquinhos o gol de empate aos 45 minutos do segundo tempo. Foi de Choupo-Moting o gol da virada aos 48. E o PSG, comandado por Neymar, derrotou a Atalanta de virada, por 2 a 1, no Estádio da Luz, em Lisboa, nesta quarta-feira, voltando a uma semifinal de Champions pela primeira vez desde 1994/95.

O nervosismo estava escancarado. Alguns jogadores queriam resolver sozinho com um chute de longe, outros erravam na execução final. Mas o fato é que o PSG lutou e fez por merecer a virada. Desde a metade do segundo tempo, já com Mbappé em campo, passou a criar oportunidades em sequência. Aos 45, Choupo-Moting lançou Neymar, que dominou rápido na área e jogou para o meio. Marquinhos apareceu como um centroavante para empatar. Aos 48, foi Neymar quem deu o primeiro passe, por dentro da defesa, encontrando Mbappé. O francês cruzou rasteiro, e foi a vez de Choupo-Moting, reserva incontestável na temporada, completar para as redes. Eu só acredito porque vi. E porque é a Liga dos Campeões.

O MELHOR EM CAMPO
A foto já seria ilustrativa, mas é preciso elogiar a partida de Neymar. Por cerca de uma hora jogou praticamente sozinho no ataque, driblando, criando e finalizando – com a ressalva de que perdeu duas chances que não costuma perder, uma com dois minutos de jogo. Após a entrada de Mbappé, o craque brasileiro teve com quem dialogar. Seguiu sofrendo faltas, passando por adversários sem tomar conhecimento e ainda participou diretamente dos dois gols, com a assistência para Marquinhos e o passe para Mbappé no lance da virada de Choupo-Moting. “Nada tira da minha cabeça que vamos disputar o título”, disse o camisa 10.