Santa sofre mas não sai do 0 a 0 com Paysandu em estreia na Série C

Goleiro coral foi o nome dos primeiros 45 minutos; na etapa complementar, Tricolor foi melhor mas não conseguiu traduzir volume de jogo em gol

Um jogo com dois tempos distintos. Foi assim o 0 a 0 entre Paysandu e Santa Cruz, em Belém, pela primeira rodada da Série C. Absoluto na primeira etapa, o Papão criou chances mas parou nas mãos do goleiro Maycon Cleiton.

No segundo tempo, o oposto. Mesmo com vários desfalques, o clube pernambucano conseguiu se organizar e foi superior nos 45 minutos finais – inclusive parando na trave do goleiro Gabriel Leite. No geral, um volume de jogo que não o suficiente para alterar o placar.

Com um ponto conquistado em Belém, a Cobra Coral lidera o grupo A da Série C ao lado do Paysandu e só daqui a 10 dias volta a campo. Desta vez dentro de casa, no Arruda, contra o Treze.
O jogo
O primeiro tempo foi de domínio quase completo do Paysandu. Mesmo iniciando o jogo de forma mais arisca, partindo para o ataque com velocidade nos lados do campo – com a defesa impedindo a construção de jogadas do Papão -, o Santa Cruz, pouco a pouco, diminuiu de ímpeto.

A partir daí, a equipe paraense se achou no jogo. E só não saiu à frente do placar porque parou nas mãos de Maycon Cleiton aos 16, 34 e 44 minutos do primeiro tempo. O nome do primeiro tempo.

A primeira oportunidade saiu dos pés de Phillipe Guimarães, que viu espaço na defesa do Santa Cruz, finalizou bem e o prata da casa defendeu. Depois, Matheus Anderson, por duas vezes, levou perigo à meta coral. A segunda, no entanto, obrigou o arqueiro tricolor se esticar todo para salvar o que seria o primeiro gol do Papão. Reflexos de um primeiro tempo quase nada produtivo dos pernambucanos.