Bruno César agradece nova chance no Vasco

Bruno César falou pela primeira vez desde que foi reintegrado ao Vasco. Em transmissão ao vivo pela Vasco TV, o meia comentou o período em que ficou afastado no começo do ano e como foi reintegrado pelo técnico Ramon Menezes. Ele agradeceu a nova chance e admitiu estar devendo por conta de um 2019 de poucas participações.

Bruno César agradece nova chance no Vasco e espera retribuir confiança da torcida

O Vasco contratou Bruno César em janeiro de 2019. Depois de um Carioca de oportunidades, perdeu espaço e terminou a temporada como reserva – marcou quatro gols em 30 partidas. Em janeiro de 2020, quando do começo da pré-temporada do então técnico Abel Braga, a direção anunciou que ele estava fora dos planos. O afastamento terminou com a efetivação de Ramon. Por ora, são seis meses sem jogar e a expectativa de do retorno com a volta das competições suspensas por conta da pandemia do novo coronavírus.

Bruno César do Vasco

Bruno César comenta período em que ficou afastado por três meses

Eu creio que vou ter de resgatar a confiança nos jogos, no dia a dia. Vou ter de mostrar que o ano foi diferente. Eu não posso dizer aqui, tenho é de mostrar dentro de campo. Cheguei aqui, e a torcida do Vasco tinha uma confiança por mim e eu não pude oferecer isso a eles. É claro que sei que estou devendo, tenho a minha autocritica, sei que não fiz um bom ano – disse o jogador, para completar:

Curso de Desenho Método Fanart 2.0

Estou aqui porque eu quero. Eu quero vestir essa camisa. Eu fiquei três meses quase sem respaldo nenhum. Se fosse outro… Em nenhum momento, eu critiquei o clube ou a direção. O clube está acima de qualquer jogador, então, tem de ter respeito mesmo que eventualmente não pague salário. O clube tem torcida, devemos esse respeito a ela. Se fosse outro jogador poderia ter colocado na Justiça.

Bruno César deu entrevista à Vasco TV

Nos treinos comandados por Ramon visando o confronto com o Macaé, domingo, pela quarta rodada da Taça Rio, Bruno César foi testado como titular. O atleta respondeu como deve ser o seu aproveitamento na equipe:

  • Meu posicionamento tem sido um pouco mais atrás, da maneira que eu gosto mesmo. Quando despontei ao futebol, pelo Santo André, eu jogava assim. Fomos vice do Paulista. Assim, você pega a bola bem de frente. Mas é aquilo: claro que tenho preferência, mas eu estou aqui para ajudar.

Ainda na gestão de Abelão, Ramon era auxiliar técnico. Bruno César, aliás, revelou ter tido uma conversa decisiva com o agora técnico para permanecer em São Januário.

  • O Ramon me ajudou bastante no ano passado. Eu sempre pude conversar com ele, trocar ideias. No começo do ano, quando eu estava afastado, alguns clubes me procuraram e inclusive pediram a opinião dele. Mas ele me falou para eu não ir. Me focar e esperar que o momento iria passar. Ele vai dar certo como já vem dando. Os treinos com ele são muito bons, é bom ter um cara vitorioso no futebol – disse o jogador.

Meu Instagram: aqui